Concurso PGE PE 2018: BANCA ESCOLHIDA! Oportunidades para níveis médio e superior!

Procuradoria Geral do Estado do Pernambuco

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE), antigo Cespe, será o responsável pela organização do concurso da Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (Concurso PGE PE). Certame ofertará 176 vagas para os cargos de Analista Judiciário, Analista Administrativo, ambos de nível superior e de Assistente de Procuradoria, com exigência de nível médio completo. Escolha da banca foi publicada hoje, 08/08, no Diário Oficial do Pernambuco.

Requisitos dos cargos do concurso PGE Pernambuco 2018
Para o cargo de Analista Judiciário de Procuradoria é necessário diploma de nível superior em Direito. Já para o cargo de Analista Administrativo, é necessário apenas diploma de nível superior. Por fim, o cargo de Assistente de Procuradoria, é exigido formação completa de nível médio.

Para os cargos de Analista Judiciário e Analista Administrativo pode ser exigido registro no respectivo órgão fiscalizador do exercício profissional. Os cargos constantes do Quadro Permanente e Suplementar de Apoio Técnico-Administrativo devem ser exercidos em jornada de 08 (oito) horas diárias ou 40 (quarenta) horas semanais de trabalho.

O ingresso nos cargos de provimento efetivo dos cargos da PGE PE dar-se-á na faixa inicial da primeira classe de cada uma das carreiras, mediante concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com os critérios estabelecidos em edital, obedecidos os requisitos mínimos, exigidos no § 1º do art. 5º.

O prazo de validade do concurso público será de até 2 (dois) anos, prorrogável, uma vez, por igual período

Detalhes concurso PGE PE:
Concurso: Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (Concurso PGE PE).
Organizador: CEBRASPE, antigo Cespe
Cargo: Assistente; Analista
Escolaridade: Nível médio e superior
Número de vagas: 176
Remuneração: Até R$ 5 mil
Situação: BANCA ESCOLHIDA
Previsão para publicação do edital: 2018
Fonte: Blog Gran Cursos

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*